DEUS ABENÇÕE A TODOS QUE AQUI ENTRAREM! AMÉM

NESTE PEQUENO ESPAÇO SENTI GRANDE ALEGRIA EM COMPARTILHAR COM TODOS AS POUCAS EXPERIENCIAS QUE DEUS PERMITIU QUE EU VIVENCIASSE E COM ELAS APRENDESSE , POR ESSE MOTIVO FORAM FEITAS POSTAGENS DE DIVERSIFICADOS ASSUNTOS, AQUI TEM DE TUDO UM POUQUINHO.
AFINAL DE CONTAS ,A NOSSA VIDA É ASSIM...
E ATRAVÉS DA MINHA VIDA OQUE DEUS ME ENSINOU EU DIVIDO NA ESPERANÇA DE AJUDAR QUEM QUER QUE SEJA COM TODO O AMOR EM CRISTO QUE HÁ EM MEU CORAÇÃO.
ESPERO QUE ESTE OBJETIVO SEJA ALCANÇADO...
RECEBA EM NOME DO SENHOR JESUS A CURA;
NA SUA ALMA
NO SEU CORPO (terreno)
NA SUA VIDA EMOCIONAL
DEUS ABENÇÕE A TODOS QUE AQUI ENTRAREM!
AMÉM








Pesquisar este blog

Carregando...

terça-feira, 31 de maio de 2011

ANOXIA CEREBRAL ... PARALISIA CEREBRAL - P.C.

o que é anoxia cerebral??
pode-se explicar de varias formas.
como as citadas a baixo;


Anoxia cerebral é a falta de oxigênio no cérebro. Se for grave, pode causar danos cerebrais irreversíveis.
 Os casos menos severos podem causar distorções sensoriais e alucinações. 
A anoxia cerebral tem sido citada por alguns pesquisadores como a causa das experiências de quase-morte .


Anoxia (e não anorexia...) vem da junção do prefixo "an", que significa "sem" com a palavra "oxia". Significa queda da concentração de moléculas de oxigênio num sistema vivo. Se for humano, a diminuição do oxigênio no sangue significa menos oxigênio para os processos aeróbicos mais importantes de obtenção de energia na forma de ATP. Pode levar à morte


Redução no suprimento de oxigênio encefálico. A hipóxia severa é referida como anóxia e é uma causa relativamente comum de lesão do sistema nervoso central. A anóxia encefálica prolongada pode levar à morte encefálica ou a um estado vegetativo persistente. Histologicamente, esta condição é caracterizada pela perda neuronal que é mais proeminente no hipocampoglobo pálidocerebelo e olivas inferiores.


Qual a diferença entre anoxia e paralisia cerebral?







O que é paralisia cerebral?


Material fornecido por Cristianne Akie Kavamoto - Médica-fisiatra coordenadora da equipe 
infantil da Divisão de Medicina de Reabilitação do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina 
da Universidade de São Paulo.
É o termo utilizado para definir um conjunto de distúrbios motores decorrentes de lesão,
 no cérebro durante os primeiros estágios de desenvolvimento. Pode ocorrer também 
alteração mental, visual, auditiva, da linguagem e do comportamento. A lesão é estática: 
não muda e não se agrava, ou seja, o quadro não é progressivo. No entanto, algumas
 características podem mudar com o tempo.
Na literatura especializada, existe uma gama enorme de definições que conceituam 
a paralisia cerebral. Segundo Little Club (1959) "paralisia cerebral é uma desordem d
o movimento e da postura, persistente, porém variável, surgida nos primeiros anos de 
vida pela interferência no desenvolvimento do sistema nervoso central, causada por uma
 desordem cerebral não progressiva."
Outra definição é aquela formulada por Barraquer Bordas (1966), segundo a qual a
 "paralisia cerebral é a seqüela de uma agressão encefálica, que se caracteriza 
primordialmente por um transtorno persistente, porém não invariável, do tônus, 
da postura e do movimento, que surge na primeira infância e que não é somente 
secundária a esta lesão não evolutiva do encéfalo, mas se deve também à influência 
que a referida lesão exerce sobre a maturação neurológica."
Uma terceira definição, que também aceita condições hereditárias no conceito de 
paralisia cerebral, é a de Hagberg (1975): "a paralisia cerebral é definida por um
 prejuízo permanente do movimento ou da postura que resulta de uma desordem encefálica
 não progressiva. Esta desordem pode ser causada por fatores hereditários ou eventos
 ocorridos durante a gravidez, parto, período neo natal ou durante os dois primeiros anos de vida.
" Atualmente, considera-se que o termo"paralisia cerebral" não é exato, já que muitas vezes 
as funções cognitivas ficam preservadas e são alteradas apenas as funções motoras.

Quais são as causas da paralisia cerebral?

O fator causador pode ter ocorrido antes, durante ou após o parto.


Antes do parto (causas pré-natais):
infecções como rubéola, sífilis listeriose, citomegalovirose, toxoplasmose e AIDS; uso de drogas, tabagismo, álcool; desnutrição materna; alterações cardiocirculatórias maternas, pois todos os nutrientes, inclusive o oxigênio da criança, vêm da mãe.
Próximo do parto (causas perinatais): 
anóxia (falta de oxigênio no cérebro), hemorragias intracranianas (trauma obstétrico).
Após o parto (causas pós-natais): 
traumas na cabeça, meningites, convulsões, desnutrição, falta de estimulação, hidrocefalia.
O cérebro é o órgão que controla todo o funcionamento do organismo.
A falta de oxigênio é uma das maiores causas de lesão cerebral; traz prejuízo para o desenvolvimento e pode acontecer antes, durante ou depois do parto.
O Sistema Nervoso Central (SNC) é formado pelo cérebro e medula espinal.
O desenvolvimento do SNC se inicia dentro do útero e continua até os 18 anos de idade. Por isso, dependendo da etapa de desenvolvimento do cérebro, uma lesão tem efeitos diferentes. Após a lesão, o sistema nervoso continua a se desenvolver às custas das partes não lesadas.
Como é classificada a paralisia cerebral?
Há vários tipos, dependendo da alteração motora predominante que ocorreu:
Espástico:
É o tipo mais comum. Caracteriza-se por lesão do córtex cerebral, com diminuição da força muscular e aumento do tônus muscular. Tônus é o grau de tensão muscular. Neste tipo, ocorre um aumento da tensão, que pode ser sentido com a mão ou como uma maior resistência à movimentação de uma parte do corpo.
Atetóide:
Neste tipo, ocorrem movimentos involuntários que a pessoa não consegue controlar.
Atáxico:
Este tipo apresenta dificuldade na coordenação motora (tremores ao realizar um movimento).
Mistos:
Quando há características de 2 tipos ao mesmo tempo (por exemplo: espástico e atetóide)
Dependendo da distribuição das partes do corpo afetadas, teremos tetraparesia, diparesia, hemiparesia ou monoparesia.



O que é paresia?
É a diminuição da força em um ou mais grupos musculares, um grau menor de paralisia.
O que é diparesia?
É quando os membros inferiores são os mais afetados, podendo haver também um comprometimento menor nos membros superiores.
O que é paraplegia?
É uma paralisia dos membros inferiores, decorrente de uma lesão medular ao nível da coluna vertebral tóraco-lombar.
O que é paraparesia?
É uma deficiência relacionada à perda parcial das funções motoras dos membros inferiores.
Qual é a diferença entre paraparesia e diparesia?
Diparesia ocorre mais em paralisia, e é o acometimento maior de membros inferiores e menor de membros superiores. Paraparesia ocorre mais em lesões da medula espinhal e é o acometimento só de membros inferiores.
O que é paralisia com distribuição quadriparética?
É aquela na qual os quatro membros (braços e pernas) estão afetados,
podendo um lado do corpo estar mais afetado que o outro.
O que é monoparesia?
É quando somente um membro é afetado, seja superior ou inferior.
O que é tetraplegia?
É uma paralisia dos quatro membros, braços e pernas, que acontece como conseqüência de uma lesão medular ao nível da coluna vertebral cervical.
O que é tetraparesia?
Tetraparesia é quando há uma lesão medular incompleta, a nível de pescoço. Nesse caso, permanece algumas sensações ou controle dos braços e pernas. As causas mais comuns de tetraplegia e tetraparesia são os acidentes de carro e mergulhos em águas rasas.






CÉREBRO NORMAL
CEREBRO COM LESÕES



MEU RELATO PESSOAL!
mas agora vou explicar de uma maneira , vamos dizer mais simples.
relatos de um caso real , de quem passou e sentiu na pele o que é anoxia cerebral;


Meu filho Guilherme com 2 anos e 9 meses dormia ... período da tarde , seu soninho da 14:00 como a maioria das crianças de sua idade faz.


como ele nasceu com refluxo gastroesofágico , vomitava muitas vezes...e neste dia em especial  ele vomitou dormindo, afogou-se  com  vomito.
 E na aflição para buscar ar, oxigenio ele se virou de barriga pra cima.
e o vomito entrou em seus pulmões provocando asfixia e seguida de parada respiratória, conseqüentemente seu coração não aguentou e ele teve parada cardíaca.
concluindo ele teve uma parada cardiorespiratória por aproximadamente uns 8 minutos ou mais, não sabemos ao certo.

mas me lembro claramente que ele ja havia passado da fase de roxo, cianótico , que são os sinais de quem esta asfixiado, e ja estava branco como cera , me parecia um boneco .

suas pupilas delataram e perderam o brilho, seu corpo não tinha mais vida.
meu filho chegou a óbito.


mas nós, eu e meu esposo chegamos com ele na sta casa gritando para os medicos que ele estava morrendo...
eles imediatamente levaram para uma sala de emergencia S.M.U. , injetaram adrenalina, deram choques tentando ressuscitá-lo , o entubaram.
ele voltou. ..sim ele voltou.
mas imediatamente desencadeou-se crises convulsivas...choques no sistema central nervoso.
para ele não ter um A.V.C. , foi injetado vallium na veia , e induziram-no a um coma artificial.
E assim ele ficou por 18 dias, nesse intervalo de tempo  tentaram estubá-lo duas vezes mas sem sucesso, teve mais duas paradas no U.T.I.


Quando ele voltou do coma , nós, eu meu esposo e a familia não conseguimos identificar, pois ele ainda estava parecendo   inconsciente.
a unica coisa que notávamos era que  seus braços ficavam erguidos pra cima ..isso me causava aflição pois eu imaginava a dor muscular e o cansaço nos braços que ele tinha.
sentia vontade de entrar lá no UTI  e colocar um apoio para que ele não sentisse dores.
e também notava que seus olhos abriam mas eram olhos ...como se ele não estivesse alí.
um olhar  desfocado, eu na minha ignorância , pensava que ele estava em um grau de coma..rsrss
pelo menos era isso que alguns me diziam , por não terem coragem de contar a verdade.
meu filho ja havia saído do coma há tempos, era ele simplesmente. 
aquele sería meu filho para o resto de sua vida.
estava em estado vegetativo.


o medico que contou a verdade, me disse;
seu filho esta em estado vegetativo decorrente da anoxia cerebral ,ou seja falta de oxigenio no cerebro pelos  minutos que ele ficou com a parada-cardiorespiratoria ( morto).
o coração parou de bombear sangue , os pulmões oxigenio , não enviaram para o cérebro e alguns neurônios morreram.
houve lesões cerebrais irreversíveis  pela medicina.


para que eu entendesse melhor o doutor me explicou com uma comparação;


você ja viu um incêndio em uma floresta virgem, onde a mata antes do incendio era fechada vasta
perfeita.
e quando você olha depois do incendio oque  vê?


aonde o fogo passou só existe destruição, cinzas e nada com vida!


com o tempo ...o que não foi afetado pelo incendio volta a brotar e formar de novo,
pode até se formar uma mata, mas jamais como era antes..
 nunca mais a floresta será como antes do incendio!!!
nunca mais!!


assim será seu filho, oque houve com ele foi como um incêndio em uma floresta virgem.
nunca mais me esqueci destas palavras...




CONCLUSÃO A ANOXIA É A CAUSA DA SEQUELA NO CÉREBRO,  E A PARALISIA O EFEITO DA CAUSA ..VAMOS DIZER ASSIM.


                                                           MEU FILHO ANTES


MEU FILHO 1 MÊS APÓS 

MEU FILHO  COM 
                                                           13 ANOS APÓS


FOTOS TIRADAS DA ULTIMA INTERNAÇÃO DELE
COM PNEUMONIA..DIA 01 DE ABRIL DE 2012




AS SEQUELAS FORAM
IRREVERSÍVEIS,ELE NÃO FALA,NÃO SENTA , NÃO ANDA,
 NÃO MEXE NENHUM MEMBRO DO 
CORPO VOLUNTARIAMENTE, NÃO SE 
ALIMENTA PELA BOCA MAS POR UMA SONDA 
NO ABDÔMEN , É TOTALMENTE DEPENDENTE DE MIM.
EM TODOS OS SENTIDOS.
ALGUNS ATÉ DIZEM QUE SEUS SORRISOS SÃO
TBM INVOLUNTÁRIOS, MAS EU SEI QUE 
NÃO SÃO, ALGUNS DIZEM QUE ELE NÃO ENTENDE
MAS EU TENHO A CERTEZA QUE SIM
ELE ENTENDE TUDO, CONHECE TODOS,E OUVE MUITO BEM.
E COMO SEI DISSO...

ASS: SILVIA








4 comentários:

  1. Ola meu nome e Rosana e tenho uma amiga com um filho com o mesmo caso que o seu, so quero dizer que peço a Deus que te ilumine em todos os momentos de sua vida e de sua familia tambem, e que se for da vontade dele, ele possa conceder a cura para seu filho, pois para Ele nada e impossivel.

    ResponderExcluir
  2. oi Rosana!! amém...eu creio de todo meu coração, sei que para Deus nada é impossível!!!pois, Ele e´o medico dos médicos, com Ele esta todo o poder.
    Deus te abençõe pelas palavras de fé.
    bjuss

    ResponderExcluir
  3. tenha fé Deus vai te dar vitoria.

    ResponderExcluir
  4. oi rosana sou evangelica tenho um deus maravilhoso que esta comigo em todas horas e tudo que faço por isso te digo confia nele que somente ele conhece seu filho por dentro e por fora espera nele que sabe a hora da cura dele passei por um momento dificil em 2010 onde mechia somente a cabeça todos diziam que nao ia voltar mais a andar mais deus e maravilhoso voltei a andar com auxlio de um andador hoje faço meu serviço de casa miha comida mas porque deus me deu a vida de novo confia fervosamente nele e tudo fara amem marcia s n oliveira

    ResponderExcluir